Siga aquele link –>

Com o lançamento da coleção de Kim Kardashian para C&A, que aconteceu ontem (11.0515), vem bem a calhar este artigo de Teri Agins –autora de livros como Hijacking the Runway: How Celebrities Are Stealing the Spotlight from Fashion Designer— sobre os mecanismos que levaram as celebridades a ocupar o lugar que antes era exclusivo dos estilistas. Ela fala, inclusive, sobre o fracasso da marca Kardashian Kollection lançada pela Sears em 2011. Publicado no BoF. LINK –>

By 2013, Sears shoppers were no longer keeping up with the Kardashian Kollection. I saw this for myself at the Yonkers, New York branch of Sears, where a shoddy spread of clothes, flimsier than Halloween costumes, went virtually untouched at 50 percent off, alongside last-chance $9.99 markdowns on the “Klearance” rounder.

A família Kardashian no lançamento da Sears.

A família Kardashian no lançamento da Sears.

 

 

Siga aquele link –>

(11.05.15) Uma seleção muito pessoal de notícias sobre moda, exposições, seções de consumo, etc.

O caderno Mercado, da Folha de São Paulo, traz uma matéria sobre a autuação da Zara pelo Ministério do Trabalho por não cumprir o termo de ajustamento de conduta (TAC) feito depois que fiscais constataram que uma empresa subcontratada utilizava mão-de-obra de imigrantes em situação degradante de trabalho. LINK –>

Nota: Na minha opinião, os consumidores (sim, você, eu, e todos os outros) deveriam se conscientizar que uma camiseta não pode custar o mesmo que um capuccino, sem que haja algo profundamente errado em sua produção. 

To see Venice and DIVE. Melhor manchete EVER, essa do Daily Mail, no dia 7 de maio, quando uma passarela entrou em colapso e jogou, no Grande Canal, em Veneza, um punhado de convidados que estavam prestes a entrar na Fundazione Prada, durante a Bienal de Arte de Veneza. Veja a série completa de fotos. LINK –>

fondazione_prada_venice

É uma performance? Arte de guerrilha? Foto: Divulgação/Daily Mail

O WWD reporta a homenagem aos 20 anos de carreira do estilista Francisco Costa, feita pelo Pratt Institute durante o desfile anual de formatura da instituição.  LINK –>

A atriz Rose Byrne e o estilista Francisco Costa

A atriz Rose Byrne e o estilista Francisco Costa. Foto: Rodin Banica (WWD)

Ainda no WWD: Massala pode até ser a cor do ano, mas os acessórios em pauta no site exibem tons de verde esmeralda. LINK –>

 

Bolsa Les Petits Joueurs

Bolsa Les Petits Joueurs. Foto: Divulgação

Ainda sobre Frida Kahlo, tem um texto bem bacana escrito por Guy Trebay, no NY Times. A matéria fala, entre outras coisas, sobre o poder da imagem da artista que apesar de ser reproduzida à exaustão, não perdeu a força. LINK –>

Frida Kahlo em 1950

Frida Kahlo em 1950

Siga aquele link!

Mesmo tendo pouco tempo para escrever aqui, decidi voltar a postar e compartilhar informações bacanas que encontro na internet, quase diariamente. A nova seção, quem sabe, possa ser útil para quem estuda ou pesquisa moda: SIGA AQUELE LINK –>

O BOF (Business of Fashion) tem uma postagem bem interessante sobre as marcas que receberam apoio da Comme des Garçons: Junya Watanabe,  “Tao” de Tao Kurihara, “Ganryu”  de Fumito Ganryu, e “Noir by Kei Ninomiya”, do designer Kei Ninomiya (lançada em 2012). LINK: –>

Em sentido horário, a partir do alto à esq:. Junya Watanabe, Tao Kurihara, Fumito Ganryu, Junichi Abe, Chitose Abe, Kei Ninomiya

Em sentido horário, a partir do alto à esq:. Junya Watanabe, Tao Kurihara, Fumito Ganryu, Junichi Abe, Chitose Abe, Kei Ninomiya

No The Guardian, o destaque é a influência do estilo de Frida Kahlo, 60 anos após sua morte. Uma exposição fotográfica com 300 ítens de vestuário da pintora mexicana será inaugurada, dia 14 de maio, na galeria londrina Michael Hoppen. LINK: –>

Frida Kahlo A blusa com estilo corset e saia longa, típicas do estilo de Frida Kahlo. Foto: Ishiuchi Miyako/Michael Hoppen Gallery

Blusa com estrutura de corset e saia longa, típicas do estilo de Frida Kahlo. Foto: Ishiuchi Miyako/Michael Hoppen Gallery

A seção Vintage, do The Cut, selecionou acessórios para quem quer se inspirar no estilo excêntrico de ícones como Iris Apfel, Diane Pernet e Susie Bubble, etc. Achei bem sacado. LINK:–> 

Look vintage inspirado na excêntrica Catherine Baba

Look vintage inspirado na excêntrica Catherine Baba

WWD comenta o fato do smoking ter aparecido em vários desfiles de haute couture, como Gianbattista Valli, Jean Paul Gaultier, Atelier Versace, Schiaparelli, Giorgio Armani Privé, e outros. Levando-se em conta a tragédia que foi o red carpet do Met Gala 2015, algumas celebs fariam bem ao adotar o look. LINK:–>

Desfile de Gianbattista Valli

Desfile de Gianbattista Valli

A dança da moda

A marca italina Bottega Veneta acaba de lançar o vídeo da campanha de Primavera Verão 2015, intitulado Emotion of Sound. Segundo Tomas Maier, diretor criativo da grife, a coleção foi inspirada na dança, mas não tanto no aspecto da performance e, sim, numa bailarina a caminho do ensaio.

 A mulher que tem uma postura bonita, move os braços graciosamente e tem um andar de dançarina –isto é o que eu achei inspirador, disse ele ao Style.com.

 

Aproveitando o tema, selecionei mais alguns vídeos que reúnem a moda e a dança, agora sem compromisso com a data de lançamento.

A Lanvin botou a modelada top para dançar e até Alber Elbaz entrou na onda, na campanha de Outono de 2011. Uma delícia!

A Diesel, em parceria com a revista inglesa iD, fez o abecedário todo da dança, mostrando 26 estilos, incluindo: krump, harlen shake, rumba, e até o twerk, que se parece bastante com o funk carioca. Sensacional!

Rachel Roy, estilista norte-americana que já vestiu celebridades como Michelle Obama, Kim Kardashian e Kate Hudson, apostou na dança para lançar a coleção Primavera 2011 de sua marca homônima.

Aqui, por iniciativa do shopping center Westfield Stratford City, 100 anos de estilo foram condensados em 100 segundos de vídeo, e o legal é que as coreografias também acompanham as décadas.

Gostou?

Será que eu esqueci de incluir algum vídeo incrível? Neste caso, deixe um comentário!

Clo Orozco, sensibilidade e beleza eternas

Faleceu hoje, aos 60 anos, a estilista Clotilde Orozco, proprietária ds marcas Huis Clos e Maria Garcia. A profunda tristeza deste momento me impede de tecer maiores considerações. Suas roupas pareciam conversar com a minha sensibilidade, fizeram parte da minha história pessoal e profissional, e ajudaram a formar minha identidade. Foi na Huis Clos da rua Mário Ferraz, que tive meu primeiro emprego, em 1985, e mais do que isso, meu primeiro encantamento com a criação de moda. Além de lamentar a perda desta mulher e estilista maravilhosa, só posso agradecer por tudo o que ela fez pela moda brasileira.

Neste ensaio de moda, publicado em dezembro de 2007 aqui no Moda Sem Frescura, misturo peças várias coleções da Huis Clos, criadas entre 1986 e 2007, com peças esportivas de neoprene.  Ao republicá-lo agora, faço uma singela homenagem a Clo Orozco, por toda a beleza que colocou em minha vida.

Clique na foto para acessar o editorial

surf_glam-teaser

Fotos: Rogério Cavalcanti
Beleza: Raul Mello
Modelo: Andressa Fontana
Direção de arte: Jorge Morabito
Web designer: Billy Martins
Tratamento de imagem: Roberto Seba
Assistente de foto: Hugo Toni
Agradecimento ao Estúdio Bertram e a Mariana Cury