Fashion Ballerines

Tatiana Loureiro lança hoje sua coleção de sapatilhas e eu quero TODAS, já! Sou apaixonada por ballerines, e por uma razão muito simples: são confortáveis, femininas, e funcionam com calças skinny, saias amplas e vestidos.

A oncinha paetizada com detalhe de camurça colorida vale R$ 472
Esta ballerina com tressê e lacinho no calcanhar sai por R$ 457
Com três cores e muuuito charme, este modelo é seu por R$ 419

UPDATE: veja outros detalhes das sapatilhas, como saltos diferenciados e paetês que mudam de cor!

[nggallery id=48]

ONDE ENCONTRAR:

Tatiane Loureiro
Rua Peixoto Gomide, 1813, Jardins, São Paulo, SP

viagem no tempo

A recém-lançada campanha publicitária dos relógios Gucci usa imagens originais dos anos 60 e 70, com a modelo russa Veruschka e o ator britânico Peter Sellers.

Verushka, que era filha de um conde prussiano, foi uma das modelos de maior sucesso da década de 60, tendo participado de  filmes como o cult “Blow Up” de Michelangelo Antonioni. Peter Sellers, por sua vez, aparece nas peças da campanha ao lado de Miranda Quary, modelo que era então sua mulher. O ator ficou famoso graças aos filmes da série “Pantera Cor-de-Rosa”, mas representou papéis mais sérios, como em “Lolita”, por exemplo.

As fotos antigas mostram como o estilo e a elegância da marca são atemporais, pois funcionam perfeitamente para anunciar os novos produtos: os relógios G-Gucci e I-Gucci.

O I-Gucci, que você vê acima, é primeiro relógio digital da grife, o mostrador indica dois fusos diferentes, definidos pelo usuário, e a pulseira de borracha combina com o design futurista.

A campanha começa a ser veiculada este mês no Brasil, e a joalheria H.Stern é a a representante exclusiva da marca por aqui.


a libertação da moda

O fotógrafo João Wainer publicou ontem, em seu blog, fotos memoráveis de um desfile de moda realizado no Presídio do Carandiru em dezembro de 1999. Infelizmente, não presenciei o evento histórico em que 13 travestis, todos detentos, brilharam na passarela graças à ideia (assustadora e genial) de Sophia Bisilliat. As roupas foram fornecidas pelo estilista Marcelo Sommer, que coordenou uma equipe profissional de maquiadores, iluminadores e DJs, “como se estivesse prestes a desfilar na Paris Fashion Week”.

Confira o texto e mais imagens, de arrepiar, lá no blog do João Wainer.

PS- Este episódio também é relatado por Jotabê Medeiros, no livro sobre Marcelo Sommer que faz parte da Coleção Moda Brasileira, da Cosac Naify.

@identidade

Se você é uma über-geek, fã do Twitter, vai adorar a marca Survival of the Hippest, que faz colares com nicknames e hashtags. Os preços começam em $49.95 para peças de prata, e $89.95 para as de ouro (mais o custo de envio internacional, de $15.95). O pagamento é feito com Paypal.

sabatina fashion

Você se considera expert em moda? Sabe dizer qual o nome da filha de Yohji Yamamoto, que também é estilista? Pode apontar, no calendário, o ano Yves Saint Laurent se aposentou? Distinguria uma renda guipure de uma laise?

Então, você vai se divertir com o Concurso Cultural Desafio Fashion, patrocinado por Rexona Hair Minimising. O quiz tem cerca de 600 perguntas, com cinco níveis de dificuldade, das mais básicas até as do tipo “dicionário ambulante”. Mas nem pense em pedir ajuda a “São Google” porque cada questão tem que ser respondida em até 10 segundos, não dá tempo! O concurso cultural vai até o próximo domingo, dia 28/02/2010, e as pessoas que fizerem mais pontos concorrem a regatas exclusivas assinadas por Julia Petit.

Corra para fazer sua sabatina fashion, no mínimo, você ganha algum conhecimento, nem que seja sobre suas próprias limitações! Até eu, que desenvolvi as perguntas do quiz, a pedido da marca, costumo errar algumas alternativas.  Para acertar todas as 600 respostas, de bate-pronto, acho que só o João Braga (meu professor de história da moda preferido). Vai lá!

tricô com longevidade

Muito tem se falado sobre a importância da reciclagem do lixo comum, mas o reaproveitamento de materiais têxteis, como tecidos, fios e fibras, não pode ser negligenciado.

Por isso, adorei a ideia do site Reknit: você manda seu suéter velho pelo correio, paga uma modesta quantia e recebe de volta uma peça novinha em folha, tricotada com a matéria-prima original. O curioso é que todo trabalho é feito pela mãe da idealizadora do projeto!

Além disso, são os internautas que votam na peça que será confeccionada, mensalmente. Em fevereiro, é um modelo de luva cortada. Em março, a julgar pela votação, será um chapéu. Mais informações no Facebook da marca, de onde saiu esta imagem sensacional, que mostra a vida de um novelo de lã, ao longo de mais de 50 anos, na família da tricoteira.

Para a pantalona, nesga

Liliane Oraggio, colunista que assina os Tesouros sem Frescura, encontra uma chave para o equilíbrio diário. Fala Lili!

Hoje estou antiguinha e fui topar com esse clip: Diariamente, de Nando Reis, na voz de Marisa Monte me tirou do caos. Os desenhos infantis da animação, as coisas bem dos anos 70, me puseram no colo da simplicidade, para tocar os emaranhados desse dia de calor senegalês, moden pifado e enxaqueca chegando. “Para dificeis contas: calculadora. Para o lápis de ponta: apontador. Para brincar numa gangorra: dois. Para fazer uma touca: bobs. Para os dias de folga: namorado. Para aumentar a vitrola: sábado. Para a cama de mola: hóspede. Para a pantalona: nesga. No fim da música o yin-yang alinhou com o aqui-e-agora, até Buda tirou um cochilo.

Por Liliane Oraggio

Barbie, do pretinho básico à nudez, passando pelo mundo geek

Recentemente, esbarrei em várias notícias envolvendo a boneca mais famosa do mundo, precursora da Paris Hilton no quesito loira fashion. Numa questão de semanas, a Barbie apareceu arrecadando fundos para uma entidade de moda, virou engenheira de computação, se livrou da roupa e da aura de santinha e, no final, acabou desmembrada para virar bijuteria. É interessante pensar no que essas representações nos dizem sobre o mundo de hoje. Vejamos…

A Barbie aderiu ao mandamento fashion que diz que toda mulher precisa de um vestidinho preto básico.  A Matel, fabricante da boneca, em parceria com o CFDA (Council of Fashion Designers of America), criou uma coleção de 12 bonecas, únicas e exclusivas, com roupas e acessórios desenhados por estilistas famosos, como Issac Mizrahi, Betsey Johnson e Deborah Lloyd da grife Kate Spade, entre outros.

As bonecas foram leiloadas pelo eBay no período de 28 de janeiro a 7 de fevereiro, e todo o dinheiro arrecadado será destinado às iniciativas educacionais e ao programa de bolsas de estudo do CFDA. Confira, abaixo, os modelitos da Barbie.

Na minha opinião, alguns looks ficaram bem duvidosos, como o da Betsey Johnson (uma estilista de quem nunca gostei, aliás) que mais parece um bambolê gigante, e o de Tory Burch, tipo perua rica com estola de peles. Isso sem falar que a estilista Rachel Roy deve ter um tipo novo de daltonismo, já que sua Barbie usa um “pretinho” que é turquesa e amarelo!!! Mas como a causa é nobre, espero que a arrecadação tenha sido boa.

[slideshow id=47]

via Luxist

Outra novidade recente é que a Barbie agora se aventura numa nova profissão: engenheira de computação. Detalhe, a escolha da nova atividade profissional foi feita através do Twitter e do Facebook, onde a boneca pediu sugestões aos seguidores. Abaixo, você confere a Barbie geek, que veste blusa estampada com código binário, legging cintilante e acessórios pink.

via Likecool

Mas se você prefere algo mais “adulto”, pode encontrar no livro Bad Barbie do fotógrafo norte-americano David Levinthal, que mostra a boneca nua, engajada em várias situações sexuais. Hummm… Quem nunca brincou com a Barbie e o Ken que atire o primeiro cinto de catidade. Eu me lembro muito bem de ter imaginado uns roteiros calientes, quando era menina…rsrsrs.

Beiram o bizarro, mas são muito interessantes, as bijuterias criadas por Margaux Lange com pedaços de Barbie, prata e resina colorida. Colares, anéis, pulseiras e broches mostram boquinhas, pernas ou braços, que dependendo da composição, assumem um caráter romântico, gráfico ou macabro. A motivação da designer, no entanto, é reutilizar esses elementos industrializados de modo artesanal. Preços por volta de 170 dólares, no Etsy.

click sem frescura

Estas são algumas das minhas últimas descobertas, clicando aqui e ali, ao sabor dos links, adicionando pessoas no Facebook ou no Twitter:

Dani Scartezini  define seu blog A Florista, criado há pouco, como “uma espécie de sarau sobre criatividade, os processos de criação e o fazer”. Para inspirar, há fotos de Gleice Bueno e desenhos de Fernanda Guedes (abaixo). Espia lá!

Reconheceu o caderno Moleskine da Fernanda Guedes? Se não sabe do que estou falando, leia o post anterior a este! 😉

E já que falamos de flores, adorei o cenário da campanha publicitária da Bolon, uma tradicional marca sueca, fabricante de pisos de vinil.

anotação sustentável

Os cadernos da marca Moleskine viraram cult, no mundo todo, por terem sido usados por grandes artistas como Vincent van Gogh, Pablo Picasso e Ernest Hemingway. Afinal, em suas páginas, ficaram registradas ideias, pensamentos e esboços que mudaram os rumos da cultura ocidental.

A marca brasileira Moleco lançou uma versão similar da famosa caderneta, feita de papel reciclado, com formato pocketbook, capa de papel Kraft e miolo costurado. Há duas opções de tamanho, capas lisas ou estampadas em tons de preto, branco e vermelho. Dá para comprar pela internet ou nas lojas Mundo Verde, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Ideal para quem tem criatividade e vontade de ajudar o meio-ambiente!

Mas se você está mais interessado no conteúdo que esses caderninhos podem conter, sugiro uma visita a estes grupos do flickr:

*Moleskine: One Page at a Time

*My Moleskine

(via Eco Desenvolvimento)